Cores Vivas

Nascida na proteção
Guiada por desejos
Aos limites, daria descanso
Coisas que nunca poderemos reverter

Fascinada por rodeios
Diante a melodia
Perdeu a compostura
Cansou das paixões silênciosas

Por sentimentos de cores vivas
Praticou as primeiras fugas
Em gestos de cores vivas, descobria
Paradigmas que podiam cair

Cresceu sorridente
Decorada pelo medo do apego
Sabendo pouco sobre si
Com cores quase desbotadas

2 comentários:

  1. e já faz tempo que o tempo parou...

    ResponderExcluir
  2. Olá Ale, muito interessante o texto, gostei das palavras, e tambem das entrelinhas, quando der visite meu blog: www.estrelacruzeirosp.blogspot.com

    ResponderExcluir

Seguidores

Recomendações Cinematográficas

  • Requiem Para um Sonho
  • O Sol de Cada Manhã
  • À Procura da Felicidade
  • Tudo Acontece em Elizabethtown
  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
  • O Amor Não Tira Férias
  • Laranja Mecânica
  • Efeito Borboleta
  • Na Natureza Selvagem
  • Clube da Luta
  • V de Vingança