Coisa de Libra

A desordem volta sempre
Que minhas pernas tremem
Nenhuma coragem transforma
A criança insegura de dentro

Toda vez que uma parte é levada
Tenho buscado apoio
De qualquer um que queira
Andar de mãos dadas

Se ao menos eu pudesse dizer
Que fiquei de pé sozinho
Que as palavras firmes que digo
Nasceram daqui, de mim

No espelho da alma, consciência
Já não me sinto culpado, nem errado
Mas se ao menos pudesse crer
Que posso ficar de pé com principio

Seria mais fácil acreditar
Que alguma coisa mudou, cresceu
De dentro pra fora, do amor próprio
Que esqueci de semear em mim

Um comentário:

  1. amei essa rsrsrsrs
    conheço esse título....te Amo...bjo

    ResponderExcluir

Seguidores

Recomendações Cinematográficas

  • Requiem Para um Sonho
  • O Sol de Cada Manhã
  • À Procura da Felicidade
  • Tudo Acontece em Elizabethtown
  • O Fabuloso Destino de Amélie Poulain
  • O Amor Não Tira Férias
  • Laranja Mecânica
  • Efeito Borboleta
  • Na Natureza Selvagem
  • Clube da Luta
  • V de Vingança